30/06/2017

Só para vos dar a saber...

... que pertinho de onde moro há um sítio assim onde a água é morna...


15 comentários:

  1. Uau... Lindo. E se a água é morna, então...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se a água não fosse morna, Luisa, eu não punha lá o pé, que eu sou muito exigente com a temperatura das águas onde me banho... =)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. No rio Corgo, Carlos... Conhece?

      Eliminar
    2. Eu conheço muitas praias fluviais mas, sinceramente, não estou a ver o nome desta

      Eliminar
    3. Esta não é uma praia fluvial oficial, Carlos... é um cantinho agradável junto ao rio Corgo, onde a população local construiu umas mesinhas em madeira e uma prancha para se saltar...

      Eliminar
  3. Dá vontade de dar um mergulho.
    E eu que até gosto de praias fluviais.
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta, Pedro, é uma ainda não muito conhecida, muito natural e sossegada. Um santuário.

      Eliminar
  4. Olho o rio e vejo os pés
    Imaginando a beleza
    Do resto, que me pôs presa
    A sensação de quem és

    Como ninfa que ao invés
    De expor-se, põe a surpresa
    Ante a baixa correnteza
    Do ribeiro nota dez.

    As curvas, mostras do rio
    Ante o cenário vazio
    Do que eu queria ver.

    Como o leopardo, mio
    Por uma fêmea no cio,
    Em busca de algum prazer.

    Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
  5. Olho o rio e vejo os pés
    Imaginando a beleza
    Do resto, que me pôs presa
    A sensação de quem és

    Como ninfa que ao invés
    De expor-se, põe a surpresa
    Ante a baixa correnteza
    Do ribeiro nota dez.

    As curvas, mostras do rio
    Ante o cenário vazio
    Do que eu queria ver.

    Porém a imagem no estio
    Tira o foco por desvio
    Da praia para o lazer.

    Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Silo Lírico, que poema maravilhoso! Muito, muito obrigada pela gentileza! Publiquei ambos, porque têm ligeira variação nos últimos versos mas são ambos encantadores!

      Eliminar
    2. Desculpe-me, eus só quiz remediar o término dos três últimos versos, por ter achado o primeiro meio pesado e crente que essa primeira postagem não tivesse sido efetivada. Porém, já que gostou de ambos que assim seja. Grande abraço. Laerte.

      Eliminar
    3. Gostei de ambos, sim. Um mais sedutor, o outro mais ligeiro, mas ambos muito belos. Parabéns pelo talento!

      Eliminar
  6. Que maravilha! Água Quente em Portugal é caso raro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não sei ao que se deve... se à pouca profundidade da maior parte do curso, se à natureza xistosa das margens, mas o certo é que é agradável. Não é quente, atenção, mas não é gelada =)

      Eliminar